INICIO > ESPÉCIES DO BRASIL > ESMERILHÃO  

Esmerilhão
Falco columbarius (Linnaeus, 1758)

Ordem: Falconiformes
Família:Falconidae
Grupo:
Falcões

Nome em inglês: Merlin
Habitat:
Florestas, campos e savanas.
Alimentação:
Insetos e pequenos vertebrados




Status:
(LC) Baixo risco

Migrante do Hemisfério Norte


Indivíduo adulto. Juruti/PA, Janeiro de 2015.
Foto: Beatriz Cirino

Vocalização: chamado de alerta (A)
(gravado por: Tayler Brooks)

Pequeno falcão migratório oriundo da América do Norte. Pode ser registrado no norte do Brasil entre os meses de outubro e maio. E devido a sua semelhança com outros falconídeos, pode facilmente ser subamostrado.

• Descrição: Mede de 27-33 cm de comprimento e peso médio de 162 g (Márquez et al. 2005). Apresenta um claro dimorfismo sexual, fêmea e jovens são bastante semelhantes, apresentam o peito branco barrado de castanho, dorso marrom-escuro e uropígio cinzento; Já o macho possui pouco barrado no peito com fundo alaranjado e dorso cinza-azulado (White et al. 1994).

• Alimentação: Dieta bastante diversificada, caça desde pequenas aves, insetos, pequenos mamíferos até lagartixas e anfíbios (White et al. 1994).

• Reprodução: Nidifica na América do Norte, ocupa ninhos abandonados por outras aves ou, às vezes, nidifica diretamente no solo. Coloca de 2 a 4 ovos, com um período de incubação de 28 a 32. Os filhotes ficam totalmente emplumados após 25 dias de vida e continuam dependentes dos pais por aproximadamente cinco semanas (GRIN 2010).

• Distribuição e Registros no Brasil: Migratório, oriundo da América do Norte, realiza migrações para a América Central, Caribe, Peru, Venezuela e norte do Brasil (Dornas & Pinheiro 2014).

• Subespécies: Com base nas reorganizações filogenéticas recentes (Piacentini et al. 2015; Fuchs et al. 2015) são reconhecidas três subespécies: F. c. columbarius, F. c. richardsoni e F. c. suckleyi, sendo F. c. columbarius a subespécie registrada no Brasil (White et al. 1994; Dornas & Pinheiro 2014).

• Hábitos/Informações Gerais: Habita ambientes bastante variáveis, desde regiões ao nível do mar no limite da vegetação até áreas montanhosas, florestas boreais, tundra, estepes, pradarias, bosques e savanas (White et al. 1994). Devido a sua semelhança com outros falcões e a sua baixa abundância nos período de invernagem na América do Sul, provavelmente seja subamostrado no Brasil (Sick 1997, Dornas & Pinheiro 2014).


Nota: O CBRO (2015) baseado no trabalho de Fuchs et al. (2015), classifica as subespécies do Velho Mundo como um táxon independente, denominado de Falco aesalon.



Indivíduo adulto com um traupídeo nas garras. Wanderlândia/TO. Maio de 2011. Foto: Wanieulli Pascoal

Indivíduo adulto. Xapuri/AC,
Janeiro de 2012.
Foto: Sandro Mendizabal

Indivíduo adulto com um traupídeo nas garras. Wanderlândia/TO. Maio de 2011. Foto: Wanieulli Pascoal

 

:: Página editada por: Willian Menq em Mar/2016. ::



• Referências:

Beaman, M. & Madge, S. (1998) The handbook of bird identification for Europe and the Western Palearctic. London: Christopher Helm.

Dornas, T. & Pinheiro, R. T. (2014). First record of Merlin Falco columbarius from Tocantins and a review of previous Brazilian records. Revista Brasileira de Ornitologia, 22(1), 49-52.

Fuchs, J.; Johnson, J. A. & Mindell, D. P. (2015) Rapid diversification of falcons (Aves: Falconidae) due to expansion of open habitats in the Late Miocene. Molecular Phylogenetics and Evolution 82: 166-182.

GRIN - Global Raptor Information Network (2010) Species account: Merlin Falco columbarius. Downloaded from http://www.globalraptors.org on 1 Apr. 2010.

Hilty, S. L & Brown, W. L. (1986) A guide to the birds of Colombia. Princeton University Press. New Jersey: Princeton

Márquez, C., Gast, F., Vanegas, V. & M. Bechard (2005) Aves Rapaces Diurnas de Colombia. Bogotá: Instituto de Investigación de Recursos Biológicos Alexander von Humboldt. 394 p.

Piacentini, V. Q. et al. (2015) Lista comentada das aves do Brasil pelo Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos. Revista Brasileira de Ornitologia, 23(2), 91-298.

Sick, H. (1997) Ornitologia Brasileira. Edição revista e ampliada por J. F. Pacheco. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

White, C. M.; Olsen, P. D.; & Kiff, L. F. (1994) Family Falconidae, p. 216-247 In: Del Hoyo, J., Elliot, A.; & Sargatal, J. (eds.). Handbook of the birds of the world, v. 2, New World vultures and guinaefowl. Barcelona: Lynx Edicion

• Site associado: Global Raptor Information Network (em inglês)

 

• Citação recomendada:

Menq, W. (2016) Esmerilhão (Falco columbarius) - Aves de Rapina Brasil. Disponível em: < http://www.avesderapinabrasil.com/falco_columbarius.htm > Acesso em: