INICIO > ESPÉCIES DO BRASIL > URUBU-DE-CABEÇA-VERMELHA  

Urubu-de-cabeça-vermelha
Cathartes aura (Linnaeus, 1758)

Ordem: Cathartiformes
Família:Cathartidae
Nome em inglês: Turkey Vulture
Habitat:
Florestas, borda de matas e savanas.
Alimentação: Carniça

Distribuição no Brasil:



Status: (LC) Baixo Risco


Indivíduo adulto. Jateí/MS, Abril de 2015.
Foto: Willian Menq

Este urubu é frequentemente encontrado sobrevoando florestas, campos e outras áreas longe das cidades. Aproveita a menor brisa disponível para voar sobre a vegetação e o solo, às vezes a poucos metros do chão. Muito raramente bate as asas e, mesmo assim, só para iniciar o movimento. É conhecido por possuir um dos melhores olfatos do mundo das aves, capaz de detectar, a grandes distâncias, cadáveres pequenos em meio a vegetação.

• Descrição: Possui 62-81 cm de comprimento, peso de 850-2000 g, e envergadura de asas de até 1,82 m (Houston et al. 2015). Adulto apresenta a pele nua da cabeça e do pescoço vermelhas, além de um escudo nucal branco, visível em boas condições de luz. A plumagem é predominantemente preta, com dorso marrom-escuro quase preto, além das longas penas das asas (primárias e secundárias) de coloração cinza-escuro. Esse contraste entre as penas da asa e o corpo, facilmente visível em voo, é bem característico do gênero (Sick, 1997; Antas, 2005). O jovem é igual o adulto, exceto a cabeça, que é toda escura, quase preta.

• Alimentação: Alimenta-se de carcaças de animais mortos, como capivaras, antas, veados, aves, etc. Em áreas próximas a fazendas, pode aparecer nas carcaças de gado e outros animais de criação. De forma ocasional, pode capturar e matar pequenos vertebrados, apanhados nos voos rasantes (Sick, 1997; Antas, 2005). O C. aura, assim como os outros urubus do gênero Cathartes, apresentam uma sensibilidade olfativa impressionante e rara entre as aves, capaz de localizar um pequeno pedaço de carne podre no inteior de uma floresta. Graças à essa sensibilidade olfativa e a capacidade de voo, costuma ser o primeiro urubu a chegar na carniça. Mas nem sempre é o que se banqueteia melhor, porque logo é seguido pelas outras espécies e afastado por elas (Sick, 1997; Antas, 2005).

• Reprodução: Nidifica no solo ou, mais raramente, em ocos de árvores. Em qualquer caso, locais bem cobertos por vegetação e protegidos. Coloca dois ovos e a incubação dura de 38 a 41 dias. Quando nascem os filhotes, são alimentados de comida regurgitada pelos pais. A partir dos 70 dias de vida, inicia seus voos. ((Houston et al. 2015).

• Distribuição Geográfica: De ampla distribuição, ocorre desde a América do Norte até a terra do fogo, e por todo Brasil (Sick, 1997; (Houston et al. 2015).

• Hábitos/Informações Gerais: Habita florestas, borda de matas, savanas e campos naturais com árvores dispersas. À noite, dirige-se para pousos tradicionais, seja nas árvores da mata ribeirinha, seja em capões nos campos. Esses pousos são comunais, ocasionalmente com 20 ou 30 urubus de várias espécies (Sick, 1997; Antas, 2005). Aproveita a menor brisa disponível para voar sobre a vegetação e o solo, às vezes a poucos metros do chão. Nessa busca de sustentação, mantém as asas rígidas e viram o corpo de lado a outro, parecendo um voo errático, que não vai se manter. Muito raramente bate as asas e, mesmo assim, só para iniciar o movimento. Igualmente, desloca-se a grandes alturas, mantendo o perfil característico de voo. (Sick, 1997).



Indivíduo se alimentando.
Jateí/MS, Abril de 2015.
Foto: Willian Menq

Indivíduo se alimentando. Jaguaripe/BA, Fevereiro de 2010.
Foto: Francisco Neto

Indivíduo adulto. Tuneiras do Oeste/PR. Julho de 2010.
Foto: Willian Menq



Indivíduo adulto. Massapê/CE
Março de 2010.
Foto:
André Adeodato

Indivíduo adulto. Barão de Melgaço/MT Janeiro de 2010.
Foto:
Ricardo Martins

Indivíduo adulto. Ibiapina/CE,
Dezembro de 2013.
Foto: Willian Menq



:: Página editada por: Willian Menq em Out/2016. ::



• Referências:

Antas, P. T. Z. (2005) Aves do Pantanal. RPPN. Sesc.

BBC - Documentário: La vida de las aves - aves carnivoras e no Discovery channel: Ultimate guide - Birds of prey

Houston, D., Kirwan, G.M. & Christie, D.A. (2015). Turkey Vulture (Cathartes aura). In: del Hoyo, J., Elliott, A., Sargatal, J., Christie, D.A. & de Juana, E. (eds.) (2015). Handbook of the Birds of the World Alive. Lynx Edicions, Barcelona. (retrieved fromhttp://www.hbw.com/node/52940 on 27 October 2015).

Sick, H. (1997) Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro. Ed. Nova Fronteira.

• Site associado: Global Raptor Information Network (em inglês)

 

• Citação recomendada:

Menq, W. (2016) Urubu-de-cabeça-vermelha (Cathartes aura) - Aves de Rapina Brasil. Disponível em: < http://www.avesderapinabrasil.com/cathartes_aura.htm > Acesso em: