INICIO > ESPÉCIES DO BRASIL > GAVIÃO-RIPINA  

Gavião-ripina
Harpagus bidentatus (Latham, 1790)

Ordem: Accipitriformes
Família: Accipitridae
Grupo:
Gaviões-milano

Nome em inglês: Double-toothed Kite
Habitat:
Florestas e borda de matas
Alimentação:
Répteis, aves e invertebrados


Distribuição no Brasil:



Status: (LC) Baixo risco


Indivíduo adulto. Linhares/ES. Set. 2014.
Foto:
Ronaldo Koloszuk

Vocalização típica (C) - (gravado por: David Geale)

• Descrição: Mede cerca de 31-35 cm de comprimento, peso de 161-185 g (macho) e 196-207 g (fêmea) (Márquez, et al. 2005). Possui cabeça cinza, garganta branca com uma listra vertical escura, dorso marrom escuro, cauda cinza-escuro com 2 a 3 finas faixas claras, laterais do pescoço avermelhados, com leve barramento abaixo do peito, íris vermelha e tarsos amarelos (Márquez, et al., 2005; Global Raptors, 2010).

• Alimentação: Caça a partir de um poleiro, alimenta-se principalmente de répteis como lagartos e cobras, insetos (incluindo borboletas), e mais raramente aves, filhotes de aves, morcegos e roedores (Schulze et al. 2000).

• Reprodução: Constrói o ninho no alto de árvores, coloca de 1 a 2 ovos, com período de incubação de 42-45 dias. A fêmea realiza maior parte da construção do ninho e da incubação. O filhote fica dependente dos pais por pelo menos dois meses (Schulze et al. 2000; Global Raptors, 2010).

• Distribuição Geográfica: Ocorre desde o sul do México até o norte da Argentina (Sick, 1997; Ferguson-Lees e Christie, 2001). No Brasil, ocorre por toda a região amazônica, norte do Maranhão, Pernambuco, leste da Bahia, Minas Gerais até o Rio de Janeiro (Sick, 1993).

• Subespécies: São conhecidas duas subespécies. o H. b. fasciatus: México, América Central até o Panamá (incluindo a Ilha Coiba), oeste da Colômbia e Equador. H. b. bidentatus: leste e sul da Colômbia, Equador, Amazônia oriental até Bolívia e sudeste do Brasil.

• Status nas listas vermelhas estaduais:

  Rio de Janeiro: Dados desconhecidos (Alves, et al. 2000).
  Espírito Santo: Dados desconhecidos (Simon et al, 2007).

• Hábitos/Informações gerais: Habita matas, florestas secundárias e encostas. Vive no dossel da floresta, podendo planar alto, principalmente nas horas mais quentes do dia. É observado frequentemente sozinho, aos pares, ou ocasionalmente em casal acompanhado por um jovem (GRIN, 2010). É um gavião arisco e discreto (Sick, 1990). Costuma seguir primatas para capturar pequenas presas espantadas pelos macacos em seus deslocamentos pelas árvores (GRIN, 2010).


Indivíduo adulto. Belterra/PA. Setembro de 2013.
Foto:
Saulo Gomes

Indivíduo adulto. Guiana Francesa. Fevereiro de 2009.
Foto:
Michel Giraud Audine

Indivíduo adulto. Mata da Bananeira - Murici/AL , Novembro de 2009.
Foto:
Frederico Tavares



Indivíduo adulto. Marabá/PA, Dezembro de 2013.
Foto:
Gustavo Gonsioroski

Indivíduo jovem. Limón, Costa Rica, Setembro de 2010.
Foto:
Luis Vargas

Adulto em voo. Reserva F. Adolpho Ducke - Manaus/AM Março de 2010. Foto: Felipe Bittioli R. Gomes

 


:: Página editada por: Willian Menq em Fev/2016. ::



• Referências:

Alves, M. A. dos S., J. F. Pacheco, L. A. P. Gonzaga, R. B. Cavalcanti, M. A. Raposo, C. Yamashita, N. C. Maciel & M. Castanheira (2000) Aves, 113-124 In: H. de G. Bergallo, C. F. D. da Rocha, M. A. dos S. Alves e M. Van Sluys (orgs.) A fauna ameaçada de extinção do estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Editora da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Amadon, D.1961. Relationships of the falconiform genus Harpagus. Condor 63:178-179.

Ferguson-Lees, J., and D.A. Christie. 2001. Raptors of the world. Houghton
Mifflin, Boston, MA.

GRIN - Global Raptor Information Network. 2010. Species account: Double-toothed Kite Harpagus bidentatus. Downloaded fromhttp://www.globalraptors.org on 28 Mar. 2010

Márquez, C., Gast, F., Vanegas, V. & M. Bechard. 2005. Aves Rapaces Diurnas de Colombia. Bogotá: Instituto de Investigación de Recursos Biológicos Alexander von Humboldt. 394 p.

Miller, L.H. 1937. Skeletal studies of the tropical hawk Harpagus. Condor 39:219-221.

Sick, H. 1997.Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro. Ed. Nova Fronteira.

Sick, H. 1993. Birds in Brazil: a natural history. Princeton University. Press, Princeton, NJ.

SIMON, J. E. et al. As aves ameaçadas de extinção no Estado do Espírito Santo. In: MENDES, S.L.; PASSAMANI, M. (Org.). Livro vermelho das espécies da fauna ameaçada de extinção no Estado do Espírito Santo. Vitória, ES: Ipema, 2007b. p. 47-64.

Schulze, M., J.L. Córdova, N.E. Seavy, and D.F. Whitacre. 2000. Behavior,
diet, and breeding biology of Double-toothed Kites at a Guatemalan lowland
site. Condor 102:113-126.

• Site associado: Global Raptor Information Network (em inglês)

 

• Citação recomendada:

Menq, W. (2016) Gavião-ripina (Harpagus bidentatus) - Aves de Rapina Brasil. Disponível em: < http://www.avesderapinabrasil.com/harpagus_bidentatus.htm > Acesso em: