INICIO > ESPÉCIES DO BRASIL > PENEREIRO-DE-DORSO-MALHADO  

Peneireiro-de-dorso-malhado
Falco tinnunculus (Linnaeus, 1758)

Ordem: Falconiformes
Família: Falconidae
Grupo:
Falcões

Nome em inglês: Common Kestrel
Habitat:
Borda de matas, campos e
áreas urbanas.

Alimentação:
Insetos e roedores.

Registros no Brasil:

Status:
(LC) Baixo risco
Espécie Vagante no Brasil


Macho adulto. Valência, Espanha. Abril de 2016.
Foto:
Willian Menq

Vocalização típica (B) - (gravado por: David Farrow)

Pequeno falcão migratório do Velho Mundo. No Brasil é considerado vagante, conta com registros apenas no Arquipélado de São Pedro e São Paulo, na costa nordestina, próximo de Fernando de Noronha. No Velho Mundo é encontrado em campos naturais, pastagens, áreas montanhosas e em alguns centros urbanos, gosta de caçar insetos e roedores.

• Descrição: Mede de 27 a 35 cm de comprimento, com peso de 136-252 g (macho) e 154-314 g (fêmea) (Orta et al. 2016). Possui dimorfismo sexual entre os sexos; macho adulto apresenta cabeça cinza, dorso marrom-castanho com pequenas manchas pretas (o que o diferencia do F. naumanni), ventre creme com estrias negras, e dorso da cauda cinza-azulado com uma barra terminal escura e larga. A fêmea é ausente de cinza na face, possuindo dorso castanho com maior concentração de salpicado negro, além da cauda marrom barrada de preto. Já o jovem é similar a fêmea, possuindo estrias mais largas no ventre, além de cera e tarsos de amarelo mais pálido.

• Alimentação: Alimenta-se principalmente de roedores e insetos e, ocasionalmente, rãs e larvas. Caça voando e peneirando acima do solo, comportamento este que o ajuda na detecção e captura de suas presas. Assim que a sua presa é localizada, "mergulha" sobre ela para então capturá-la (Orta et al. 2016).

• Reprodução: Nidifica geralmente em ninhos abandonados por outras aves, em árvores, cavidades rochosas ou em edifícios. Coloca de 4 a 5 ovos, com incubação de aproximadamente 28 dias. Os filhotes são alimentados por ambos os pais, realizando os primeiros voos após 28 dias. (Orta et al. 2016).

• Distribuição Geográfica / Registros no Brasil: É um migrante regular no Velho Mundo, ocorre na Europa, Ásia e África. No Brasil é considerado vagante, conta com registros no Arquipélago de São Pedro e São Paulo, localizado a um pouco mais de 1.000 km da costa Brasileira (Rio Grande do Norte). O primeiro registro foi realizado por Bencke et al. (2005) na Ilha Belmonte, onde um indivíduo macho foi observado várias vezes em janeiro de 2005 e encontrado morto dias depois. A ave foi preservada como um espécime (MCN 2744) e depositada na coleção do Museu de Ciências Naturais de Porto Alegre/RS (Bencke et al, 2005). Registros posteriores foram realizados por Santana & Pinheiro (2010) e por Rodrigo R. P. Barreto (obs. pess. 2011).

• Hábitos/Informações Gerais: Vive em borda de matas, campos naturais e áreas rurais. Também é frequentemente registrado em centros urbanos, demonstrando ser bem adaptado a este ambiente (Orta et al. 2016).



Macho adulto. Chambord, France. Abril de 2015
Foto:
Bruno Eberhardt

Fêmea adulta em voo.  La Dôle, fronteira franco-suiça. Agosto de 2011. Foto: Hervé Bourjea

 

:: Página editada por: Willian Menq em Fev/2016. ::

 

• Referências:

Bencke, G. A.; Ott, P.; Moreno, I.; Tavares, M. and Caon, G. (2005). Old World birds new to the Brazilian territory recorded in the Archipelago of São Pedro and São Paulo, equatorial Atlantic Ocean. Ararajuba, 13(1):126‑129.

Santana, W. & Pinheiro, A. P. (2010) On the occurrence of the Eurasian Kestrel Falco tinnunculus Linnaeus, 1758 and Little Egret Egretta garzetta (Linnaeus, 1766) in the Archipelago of São Pedro e São Paulo, Brazil. Revista Brasileira de Ornitologia, 18(2):118-120.

Orta, J., Boesman, P. & Marks, J.S. (2016). Common Kestrel (Falco tinnunculus). In: del Hoyo, J., Elliott, A., Sargatal, J., Christie, D.A. & de Juana, E. (eds.). Handbook of the Birds of the World Alive. Lynx Edicions, Barcelona. (retrieved fromhttp://www.hbw.com/node/53213 on 29 September 2016).

• Site associado: Global Raptor Information Network (em inglês)

 

• Citação recomendada:

Menq, W. (2016) Peneireiro-de-dorso-malhado (Falco tinnunculus) - Aves de Rapina Brasil. Disponível em: < http://www.avesderapinabrasil.com/falco_tinnunculus.htm > Acesso em: