INICIO > ESPÉCIES DO BRASIL > FALCÃO-MATEIRO  

Falcão-mateiro
Micrastur gilvicollis (Vieillot, 1817)

Ordem: Falconiformes
Família: Falconidae
Grupo:
Falcões-florestais

Nome em inglês: Lined Forest-Falcon
Habitat:
Florestas
Alimentação:
Aves e répteis


Distribuição no Brasil:



Status:(LC) Baixo risco
Endêmico da Amazônia

Highslide JS
Indivíduo adulto. Manaus/Amazonas, Outubro de 2010.
Foto: Andrew Whittaker

Vocalização típica (B) - (gravado por: A. Bennett Hennessey)

• Descrição: Mede 33-38 centímetros de comprimento, peso de 172-223 g (Bierregaard & Boesman, 2013). Adulto apresenta o pescoço e peito branco com listras horizontais cinza-escuro; partes inferiores branca; cabeça, costas e base da cauda cinza. Cera, bico e tarsos de coloração laranja forte e íris branca. A cauda é escura com duas finas faixas brancas. Vocalização pouco aguda, "o-a""o-a", grito isolado e repetitivo (Sick, 1997). Seu nome gilvicollis vem do latim gilvus: pálido, amarelo; collis do latím: com colar. Amadon (1964) e vários outros cientistas consideravam o M. gilvicollis como uma raça ou subspécie do M. ruficollis (Global Raptors, 2010). Schwartz (1972) mostrou que trata-se de espécie distintas, baseada em diferenças das vocalizações e na morfologia, e que são aves simpátricas.

• Espécies similares: É muito parecido com o falcão-críptico (Micrastur mintoni), diferenciando-se pelo padrão da cauda com duas faixas brancas. Também pode ser confundido com o falcão-caburé (Micrastur ruficollis), diferenciando pelo padrão da cauda, pela asa longa e cauda curta.

• Alimentação: Alimenta-se principalmente de pequenos mamíferos, aves, répteis e invertebrados (Bierregaard & Boesman 2013). Como estratégia de predação, caça a partir de um poleiro no interior da mata. No Parque Nacional de Manu (Peru) foi observado atacando bandos de aves de sub-bosque. No conteúdo estomacal de um indivíduo coletado fora dos limites do parque, foi encontrado restos de uma barata, uma perereca e um pequeno pássaro (Robinson, 1994).

• Reprodução: Dados desconhecidos, provavelmente nidifica em buracos e cavidades de árvores assim como os outros falcões-florestais do mesmo gênero.

• Distribuição Geográfica: Ocorre nas Guianas, Venezuela, Colômbia, Bolívia e norte do Brasil (sul do rio Amazonas e oeste do rio Madeira até o Acre) (Whittaker, 2002).

• Hábitos/Informações Gerais: Habita florestas úmidas densas, vive solitário ou aos pares. Possívelmente seus hábitos sejam semelhantes aos do falcão-caburé (Micrastur ruficollis) (Haemig PD 2005). Também conhecido como falcão-mateiro-de-olhos-brancos, tauató-i e to-to-í (nomes indígenas, Mato Grosso).

Highslide JS
Indivíduo adulto capturado em trabalho de pesquisa. Manaus/AM, Outubro de 2010.
Foto: Andrew Whittaker
Highslide JS
Indivíduo adulto capturado em trabalho de pesquisa. Manaus/AM, Outubro de 2010.
Foto: Andrew Whittaker

Highslide JS
Indivíduo subadulto. Hotel Tropical. Manaus/AM, Set 2003. Foto: Arthur Grosset
Highslide JS
Indivíduo adulto. Manaus/Amazonas, Outubro de 2010. Foto: Andrew Whittaker


:: Página editada por: Willian Menq em Mai/2016. ::


• Referências:

Amadon, D. (1964) Taxonomic notes on birds of prey. American Museum Novitates no. 2166.

Bierregaard, R.O., Jr & Boesman, P. (2013). Lined Forest-falcon (Micrastur gilvicollis). In: del Hoyo, J., Elliott, A., Sargatal, J., Christie, D.A. & de Juana, E. (eds.) (2013). Handbook of the Birds of the World Alive. Lynx Edicions, Barcelona

Global Raptor Information Network. (2010) Species account: Lined Forest Falcon Micrastur gilvicollis. Downloaded fromhttp://www.globalraptors.org on 27 Feb. 2010.

Haeming PD (2005). Gaviões Simpátricos do Gênero Micrastur - ECOLOGIA.INFO. Disponível: <http://www.ecologia.info/micrastur.htm> Acesso em Maio de 2009.

Márquez, C., Gast, F., Vanegas, V. & M. Bechard. (2005) Aves Rapaces Diurnas de Colombia. Bogotá: Instituto de Investigación de Recursos Biológicos Alexander von Humboldt. 394 p.

Robinson, S.K. (1994) Habitat selection and foraging ecology of raptors in Amazonian Peru. Biotropica 26:443-458.

Sick, H. (1997) Ornitologia brasileira. Rio de Janeiro: Ed. Nova Fronteira, 862p.

Schwartz, P. (1972) Micrastur gilvicollis, a valid species sympatric with M. ruficollis in Amazonia. Condor 74:399-415.

Whittaker A (2002) A new species of forest-falcon (Falconidae: Micrastur) from Southeastern Amazonia and the Atlantic rainforests of Brazil. Wilson Bulletin 114: 421-445.

• Site associado: Global Raptor Information Network (em inglês)

 

• Citação recomendada:

Menq, W. (2016) Falcão-mateiro (Micrastur gilvicollis) - Aves de Rapina Brasil. Disponível em: < http://www.avesderapinabrasil.com/micrastur_gilvicollis.htm > Acesso em: