INICIO > INFORMAÇÕES GERAIS > ORDEM STRIGIFORMES  
Grupos básicos
Ordem Strigiformes

Ordem Strigiformes

A Ordem Strigiformes é composta pelas famílias Strigidae e Tytonidae. Essas aves ocorrem em praticamente todas as regiões do planeta, exceto na Antártica. Trata-se de um grupo com padrões bastante característicos de comportamento, morfologia e anatomia. A maioria são noturnas, possuem olhos grandes, contornados por discos faciais, asas largas, cauda curta e penas macias, resultando em uma excelente audição, visão, e um voo silencioso. A coloração é geralmente críptica, em tons que variam do marrom-escuro ao cinza-claro, camuflando-as na vegetação enquanto dormem durante o dia.

O tamanho e o peso variam conforme a espécie; algumas são extremamente pequenas, como é o caso do caburé-miudinho (Glaucidium minutissimum), com tamanho comparado ao de um pardal, possuindo de 14-15 cm de comprimento e peso de apenas 50 g; já outras, como as corujas do gênero Bubo, podem ultrapassar os 70 cm de comprimento, dois metros de envergadura, e pesar mais de 4 kg. O tamanho entre os sexos é similar, sendo as fêmeas mais pesadas, com vocalizações mais graves e altas. Vivem solitárias ou aos pares; não constroem ninhos, normalmente aproveitam cavidades em árvores, fendas em áreas rochosas ou ninhos abandonados por outras aves para nidificar. No período reprodutivo costumam vocalizar com frequência, e devido aos hábitos predominantemente florestais e noturnos, são mais ouvidas do que vistas.


• Família Tytonidae:
A família é representada por 19 espécies, sendo a suindara (Tyto furcata) a única representante no Brasil. São aves esbeltas, possuem disco facial em forma de coração, tarsos longos e fortes e garras afiadas. Diferenciam-se de Strigidae em algumas características estruturais do esterno e dedos.

• Família Strigidae: Família bastante numerosa, possuindo mais de 200 espécies no mundo, das quais 22 ocorrem no Brasil. A maioria das Strigidae são florestais, e boa parte possuem hábitos noturnos. A dieta é variada, sendo os roedores e insetos as principais presas da maioria das corujas do Brasil.

Mais informações sobre as corujas do Brasil, clique aqui.


Alguns representantes da ordem Strigiformes no Brasil:


Caburé-acanelado
(Aegolius harrisii)


Suindara
(Tyto furcata)

Murucututu
(Pulsatrix perspicillata)

Coruja-buraqueira
(Athene cunicularia)

Caburé
(Glaucidium brasilianum)

Coruja-orelhuda
(Asio clamator)
     


:: Página editada por: Willian Menq em Mai/2016. ::