INICIO > RAPTOR-WATCHING > APRENDENDO A IDENTIFICAR AVES DE RAPINA  

Aprendendo a identificar aves de rapina



Aprender a identificar rapinantes não é uma tarefa simples, os contatos visuais são muitas vezes de indivíduos voando alto, distantes e dificeis para uma identificação rápida. O grupo apresenta uma grande variação de plumagem, rapinantes jovens normalmente são diferentes dos adultos, alguns possuem mais de três tipos de plumagem e formas melânicas. Há ainda casos de espécies que são muito semelhantes entre si, apresentando diferenças sutis na plumagem.


Use guias de campo para identificar as aves.
Guias como o Raptors of the World field guide [J. Ferguson-Lees & D. A. Christie]; Aves do Brasil: Pantanal & Cerrado, Mata Atlântica do sudeste [R. S. Ridgely, J. A. Gwynne, G. Tudor & M. Angel], ou o Birds of South America: Non-Passerines [F. Erize, J. R. R. Mata, & M. Rumboll] são ótimos exemplos.

Compare as ilustrações de espécies semelhantes a que deseja identificar, atente-se as características diagnósticas descritas nos textos de auxilio, muito úteis para identificação. Familiarize-se os nomes das partes das aves (ex. primárias, dorso, ventre, tarsos), conhecê-los facilita identificar as espécies. Analise os mapas de distribuição, veja se o local de sua observação está dentro da área de ocorrência da espécie.

Também é possível identificar através da vocalização, rapinantes florestais como os do gênero Accipiter e Micrastur e corujas, são mais facilmente ouvidos do que vistos. Caso queira identificar a ave através da vocalização, visite sites como o Xeno-Canto e o Wikiaves, que têm grande acervo de gravação de vozes.


Explore os sites de ornitologia e observação de aves.
Use este site e explore-o nas horas vagas, leia sobre os hábitos, dieta, comportamentos das espécies, e, assim, surpreenda-se com a riqueza de aves de rapina existentes no Brasil, muitas delas habitantes de sua região. Acesse também o sistema de busca por área e descubra as aves de rapina com ocorrência em sua região/estado.

Publique registros no Wikiaves, XenoCanto, ou listas no eBird e Táxeus. Seus dados ajudarão pesquisadores e observadores de aves de todo o mundo, auxiliando em programas de monitoramento e conservação de aves. Participe de fóruns de discussão na internet sobre ornitologia ou observação de aves, nos quais é possível tirar dúvidas e compartilhar informações.


Um gavião todo preto voando alto pode ser um desafio na identificação. No entanto, diferenças no padrão de faixas da cauda e formato da mesma podem ser suficientes para a diagnóse da espécie. Além da cauda, normalmente a silhueta e a proporção 'asa x cauda x corpo' é diferente entre as espécies.


Estudar previamente guias de campo, livros e sites, muitas vezes o ajudará a reconhecer as aves em campo. Com o tempo, experiência e prática, estará familiarizado com a maioria das espécies de sua região. Além disso, visita a museus (onde pode-se ver peles de espécimes), treinamento em campo e discussão com observadores mais experientes são importantes na formação de um bom "rapinólogo".


Leia, publique, compartilhe e boas passarinhadas!


:: Página editada por: Willian Menq em Abr/2016. ::